Imagem Pessoal Funcional: ela faz toda diferença no trabalho e nas relações sociais

O que é IPF? É Facilitar seu desenvolvimento pessoal e profissional através da sua comunicação visual.

Diante da onda atual de “cara lavada”, protagonizada pela cantora norte-americana Alicia Keys, surgem muitas dúvidas: quando esta ação é libertadora e quando é falta de autoestima? Imagem pessoal é aparência, comportamento, atitude e estilo.  Pele, cabelo, roupas, calçados, hábitos e comportamento têm que entrar em consenso com ambiente e estilo de trabalho, ou propósito de vida.

Como destaca Érica Ostrowski, consultora em autoestima através da imagem pessoal Funcional, ter uma imagem pessoal funcional é libertador, tem que ser simples e  fácil para ser  diária. “A valorização da autoestima através da imagem pessoal concede o poder de acessar o melhor de cada um: acreditar em si e reconhecer-se como capaz e merecedor. É um recurso possível a todos,  de baixo custo e muito valor. Investimento garantido de retorno imediato”, esclarece Érica.

Segundo pesquisa conduzida pelo SPC São Paulo sobre o mercado cosmético do país, quase 40% das brasileiras não utiliza qualquer recurso cosmético em seu dia a dia, e o motivo não é a liberdade de imagem. “Muitas pessoas se sentem perdidas e até mesmo intimidadas diante de tanta informação e a abundância de oferta de itens de beleza”, afirma. A baixa autoestima, inclusive, é apontada como causa para esse desinteresse em produtos como maquiagem e cremes.

Os dados revelam comportamentos e sentimentos negativos que têm reflexos na vida social, no relacionamento com a família e na carreira de milhares de pessoas no país – não só mulheres, mas também homens. Os cuidados pessoais vão além da vaidade e da estética: são ferramentas de autoestima que devem ser usados como recursos diários de empoderamento, igualdade, valorização e produtividade.

 Erros comuns de quem não usa a própria imagem a seu favor.

– Descaso:Desvaloriza o intelecto através da aparência

– Compras erradas:  Adquire, investe mas não sabe usar.

– Não dispor de praticidade: tem tudo, mas em difícil acesso.

– Tudo ou nada: cuida da imagem apenas em datas especiais, ou para os outros.

– Medo de errar: prefere não fazer nada. Sem ação.

– Falta de recursos: técnicos ou financeiros

 Preconceito e crenças: julga a imagem pessoal, sua e alheia.

– Falta de tempo: A maior desculpa de todas

Para estes erros comuns existe uma fórmula simples, prática e possível a todos. E é esta a razão do trabalho desenvolvido pela Érica: levar esta fórmula ao maior número de pessoas e, através dela, mudar vidas!

Imagem Pessoal

#Dica

“Saia de casa todos os dias vestida como se tivesse um encontro com o seu ídolo. Mantenha a postura ereta e os passos firmes, como se tivesse ganho na loteria. E a expressão feliz, como se estivesse saindo de férias. Aposto que a vida muda! “Garante Érica Ostrowski.

Acompanhe o conteúdo  do site pelas redes sociais: