Mitos e Verdades sobre a Pílula Anticoncepcional


Ela faz parte da rotina de muitas mulheres, em geral, o uso da pílula anticoncepcional começa já na adolescência, porém, ela deve ser usada com responsabilidade, acompanhamento médico e com muita noção dos efeitos que pode causar no organismo.

Mesmo sendo uma velha conhecida das mulheres, a pílula anticoncepcional ainda gera muita dúvida. Por isso elencamos alguns mitos e verdades para ajudar você a entender melhor sobre essa grande aliada.

As vantagens da pílula

Se você usa pílula, já deve conhecer suas vantagens, tais como,  equilibrar problemas hormonais, tratar problemas estéticos (como a acne) ou até questões mais sérias como ovários policísticos.

As pílulas normalmente vem em embalagens com 28 comprimidos e alguns com efeito placebo.

Sim, nem todos os comprimidos tem hormônios, mas você precisa tomar todos certinho para manter a cronologia e regular o ciclo menstrual.

Outra vantagem, uma das mais conhecidas, é a função contraceptiva. Os hormônios presentes na pílula fazem com que você pare de ovular, e assim, você não engravida. Um método muito eficiente!

Dúvidas frequentes sobre a pílula

“Tomei anticoncepcional por muito tempo. Isso pode aumentar o risco de aborto espontâneo caso eu engravide após parar de tomar?”

Não. Antigamente até os médicos tinham esse medo. Mas após parar de tomar, você menstrua dentro de alguns dias ou semanas, e seu ciclo menstrual volta ao normal. E aí você pode engravidar normalmente. É indicado usar outros métodos contraceptivos até que seus ciclos férteis voltem ao normal.

“Parei de tomar a pílula mas meu ciclo ainda não voltou ao normal. O que devo fazer?”

Algumas mulheres apresentam amenorreia. Como a pílula faz com que seu corpo pare de produzir os hormônios que te tornam fértil, após parar de tomar, pode ser que seu corpo demore para voltar a produzir estes hormônios novamente. Em alguns casos até meses. Você deve fazer um teste de gravidez para se certificar que não está grávida e procurar um médico.

“As pílulas podem atrapalhar um teste de gravidez?”

Não. Elas não interferem em nada na hora de fazer um teste.

“O que acontece se eu tomar pílula durante a gravidez?”

Os comprimidos não irão afetar a saúde do seu bebê. E não irão fazer muito efeito no seu corpo porque você não está ovulando. Mas não existe motivos para tomar um comprimido contraceptivo se você já está grávida. Apenas pare de tomar quando perceber que está grávida. Se você utiliza o anticoncepcional para tratar outros problemas, consulte o seu médico para que ele possa te orientar da melhor forma.

Principais efeitos colaterais e riscos do comprimido

  • Sangramento fora do período menstrual

Os riscos envolvem diferentes problemas com o corpo. É importante estar ciente dos riscos que envolvem o uso das pílulas anticoncepcionais, e conversar com o médico expondo todas as suas dúvidas.

Um dos efeitos colaterais pode ser uma perda de sangue pelo canal vaginal, mesmo sem estar menstruada. Geralmente ocorre nas primeiras semanas de uso, e tende a diminuir com o tempo.

  • Trombose venosa

A relação entre as pílulas e a incidência de trombose venosa é conhecida pelos médicos, e pode afetar de acordo com histórico familiar e uso incorreto das pílulas. Por isso é importante conversar com o médico, para que ele te explique os efeitos colaterais. Também é importante fazer um acompanhamento regular para checar se as doses de hormônio estão corretas e não representam risco.

  • Risco de infarto

Antigamente, a pílula era carregada com altas doses de hormônio que podiam sim causar infarto de miocárdio. Porém, as pílulas de hoje em dia são muito mais seguras em relação a este problema, e o risco é mínimo.

Procure sempre um médico para se certificar que está usando uma pílula adequada ao seu corpo, para evitar efeitos colaterais e riscos desnecessários. Faça um acompanhamento regular.

 

Espero que o post de hoje tenha sido esclarecedor. Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão para o site, pode interagir comigo pelas minhas redes sociais:

Até o próximo!

Beijos, Dê.