COMO PLANEJAR UMA VIAGEM AO EXTERIOR

Se em sua wish list para 2017 tiver uma viagem internacional, então comece a planejar ela agora.

Nesse post tem um passo a passo com dicas para você fazer a viagem dos seus sonhos economizando.

como-planejar-uma-viagem-para-exterior

 

Organizar-se com antecedência é importante e pode render uma boa economia. Em alguns casos, esse planejamento antecipado pode ser a solução para quem sonha em viajar para o exterior e nunca consegue.

Planejando os custos da viagem

O primeiro passo é escolher o destino e a data. O ideal é fazer as reservas com seis meses de antecedência para conseguir bons descontos. Em sites especializados como booking.com, expedia.com.br, hotelurbano.com e viajanet.com.br você consegue simular preços combinados de passagens aéreas e hotéis.

E para quem busca economia na hospedagem também pode pesquisar no site trivago.com.br , que compara os preços oferecidos pelos sites concorrentes. Ou ainda usar o airbnb.com.br, que tem uma alternativa diferente de hospedagem. Esse site oferece casas e apartamentos no mundo inteiro com preços ótimos! Mas em alguns casos os donos moram nos imóveis.

Pesquise

O quanto você vai gastar depende de vários fatores: o destino, as datas dos vôos, o tipo de hospedagem, as despesas com alimentação, compras e lazer, e tudo isso somado ao tempo da sua viagem.

Pesquisar sobre o lugar que você vai visitar é importante para ter uma ideia dos gastos com comida, diversão e extras. Anotar tudo e calcular quanto você vai precisar de dinheiro te ajuda a evitar surpresas quando vier a fatura do cartão.

Baixa temporada

Viajar fora de época é ótimo para economizar mas nem sempre é a melhor estratégia. Destinos como Caribe, por exemplo, são mais baratos em época de furacão. Pesquise sobre o destino: clima, eventos importantes que acontecem lá, etc.

Já para a Disney é aconselhável ir na baixa temporada. Na alta temporada, além de caríssimo, é tudo lotado e insuportavelmente quente.

Opte viajar no período que vai de março a junho ou setembro a novembro. Essa dica vale para quase todos os destinos.

Outra dica é voar no meio da semana. Os vôos no meio da semana costumam ser mais baratos.

Hotéis 

Pesquise. Leia a opinião dos hóspedes nos sites de viagem, busque fotos do hotel na Internet, veja a localização, e fique atento as promoções.

Uma boa opção para quem gosta de alternativas não convencionais é hospedar-se em casas ou apartamentos pelo Arbnb (leia acima) ou hostels, que são acomodações simples e bem econômicas.

Passaporte 

como tirar o passaporte

Antes de qualquer coisa o item mais importante da sua bagagem é o Passaporte. Esqueça a carteira de identidade. Você só vai precisar do Passaporte.

Os únicos países que não exigem passaporte são os países da América do Sul. Para todos os outros é necessário Passaporte.

Para emitir o Passaporte você precisa primeiramente fazê-lo com antecedência. Você vai preencher um formulário no site da Polícia Federal e pagar uma taxa. Depois tem que levar o comprovante de pagamento e os documentos solicitados à unidade da PF indicada no cadastro no dia e horário previamente agendado. Não deixe para a última hora. Faça com meses de antecedência. (Caso a Polícia Federal entre em greve você não corre o risco de ficar sem seu documento).

IMPORTANTE: Se você já tem Passaporte, fique atento a data de validade. Alguns países só concedem autorização de entrada se faltarem mais de seis meses para o documento expirar.

Visto

O visto é um processo mais complexo. Primeiro você precisa preencher um formulário no site oficial do Centro Eletrônico de Aplicação Consular do Departamento do Estado Americano https://ceac.state.gov/genniv/ (tudo em inglês). Depois tem que criar uma conta no site, emitir boleto para pagar a taxa, agendar visita ao CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e ao Consulado Americano (existem 4 no Brasil, em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife). Existem empresas especializadas que fazem todo esse processo que é muito minucioso e não pode conter nenhum erro.

Câmbio

Depois de fazer o planejamento de gastos vem o câmbio. O ideal é levar uma quantia em dinheiro. Mas não ande com toda ela. Leve só o necessário e nunca se esqueça de ter sempre um cartão de crédito internacional à mão para uma emergência. Porém, use o cartão só se realmente necessário para não ter surpresas depois com o IOF – Imposto sobre Operações Financeiras.

travel-money

Travel Money

Outra opção é usar o cartão pré-pago de viagem (o Visa tem o Travel Money). É um cartão de débito, desvinculado da sua conta. O depósito é feito por meio de uma casa de câmbio autorizada, que transforma o montante em créditos. O saldo pode ser utilizado como um cartão de débito comum ou sacado em caixas eletrônicos na própria moeda do país visitado. Tudo isso com a cotação ajustada diariamente. Também é possível acompanhar quanto do valor depositado já foi utilizado, pela Internet.

Transporte

Em algumas cidades o metrô é uma excelente opção para se locomover. Sem falar que é bem em conta e rápido. Existem aplicativos de celular para usar o metrô que são uma mão na roda pra quem não conhece a cidade. O próprio google maps disponibiliza recursos para usar metrô em qualquer lugar do mundo. Facinho de usar. Outra opção é o uber que costuma ser mais barato que o taxi.

Aluguel de Carro

Se você quer conforto e vai prever no seu orçamento o  aluguel de um carro, saiba que você pode fazer isso antes mesmo de viajar. Pesquise os preços em sites especializados para fechar um pacote bacana. No site autoeurope.com você consegue fazer comparativo de preço entre as locadoras e modelos de veículos.

LEMBRE-SE: se for alugar um carro, leve sua carteira de motorista e cartão de crédito no seu nome (as locadoras pedem cartão de crédito no nome do motorista).

Segurança

Pesquise sobre a segurança da cidade que vai visitar. Leia a opinião de turistas que ja visitaram o destino. Em blogs especializados você encontra esse tipo de informação. Algumas dicas são valiosas para que dê tudo certo em sua viagem.

Fuso Horário

Se o seu destino tiver um fuso horário muito grande em relação ao Brasil, evite agenda cheia no primeiro dia da viagem. Reserve-o para descansar e se adaptar ao novo horário ou faça passeios tranquilos.

Língua

Saber inglês é ótimo. Com ele você se comunica em qualquer lugar do mundo. Mas se não souber não tem problema. É possível viajar mesmo sem saber se comunicar em língua estrangeira. Em hotéis, restaurantes e pontos turísticos as pessoas estão acostumadas a receber turistas de diferentes etnias e se esforçam para entender o que eles precisam. Não raro aparece um brasileiro ou alguém falando espanhol para ajudar.

Compras

Se o seu destino é os EUA prepare-se para as compras. Lá é possível comprar de tudo por um preço (e qualidade) muito superiores. E mesmo com o dólar alto é possível encontrar o que você quiser por preços irresistíveis. Porém, evite comprar produtos de origem animal e vegetal, pois eles não podem entrar no Brasil devido ao controle da vigilância sanitária.

Conselho de amiga

Não vá com a mala cheia. Deixe espaço para as compras. E não se comprometa em trazer encomendas de familiares e amigos. Vai por mim. Isso pesa na mala e toma o seu tempo. Ao invés de passear e curtir, você vai ter que ficar na função de procurar as encomendas da galera. Se for inevitável dizer não, diga que vai tentar encontrar, mas não prometa pois sua viagem será rápida e o roteiro está apertado.

No mais, aproveite muito porque o melhor investimento que podemos fazer na vida é com as experiências que temos. É só isso que a gente leva dessa vida, não é?

Que seu 2017 seja repleto de boas experiências!!!! Bora viajar!!

paris1